Início / Artigos / Tema!

Tema!

paradiseQuando perguntamos “como viver?”, podemos dar três respostas: a primeira é criar um código de conduta, algo que começa até bem, com memorização e aplicação de passagens bíblicas. Porém, começa a sofrer acréscimos, regras sobre regras, formuladas por nós mesmos e não pela Palavra. Foi o que aconteceu na época de Jesus com os fariseus.

Esta é a resposta de quem quer ter o controle. A segunda opção é simplificar tudo ao máximo, viver por um slogan. Trata-se da espiritualidade do mínimo, da espiritualidade de adesivos, do tipo “É bom ser do bem!” e “Sou Filho do Rei!”. Esta é a resposta de quem não quer se submeter à disciplina. Viver é custoso e mais complexo do que podemos imaginar.

Estes dois caminhos são inadequados a uma vida de fé genuína e saudável. A opção que a Bíblia trata como única e verdadeira é o temor do Senhor. A expressão “temor do Senhor” é mais conhecida pela sua ocorrência em Provérbios. O temor do senhor é o princípio da sabedoria (9.10); o temor do Senhor é fonte de vida (14.27) e outras. De fato, o “temor do Senhor” é o conceito dominante e o princípio teológico que organiza toda a literatura sapiencial. Mas não só isso.

Mais do que qualquer outro tema, ele une a promessa feita aos patriarcas, a lei e a sabedoria (veja Gn. 22.12; Gn. 48.18; Ex. 1.17). Porém, foi o livro de Deuteronômio que fez com que o temor do Senhor se tornasse um ponto específico de preocupação (4.10; 5.29; 6.2; 6.13; 8.6; 10.20; 13.4; 17.19; 31.12). O que é, portanto, temor do Senhor? De acordo com Eugene Peterson, é uma única expressão que designa o modo responsivo e apropriado de vivermos diante de Deus. Era o preceito essencial que resumia as bases sobre as quais o povo de Israel estava sendo edificado.

Ouvir, obedecer, lembrar e ensinar eram comportamentos praticados por aqueles que temiam a Deus. Mas também eram meios usados por Deus para que o povo aprendesse o que era o temor do Senhor. Temer a Deus é viver consciente de sua presença santa, é caminhar reverentemente, sabendo que os olhos do Senhor estão sobre toda a terra.

Temor a Deus não é uma técnica para ser espiritual, mas é uma rendição aos caminhos mais altos, ao conhecimento mais profundo à grandeza, majestade e soberania de Deus. É deixar Deus ser quem Ele é e não quem nós gostaríamos que Ele fosse. Este é o passo fundamental para alcançarmos a verdadeira sabedoria do alto, segundo Provérbios, e a verdadeira alegria, segundo o Salmo 112.1 Esta é a escola da presença de Deus que levaria o povo israelita a desfrutar de uma vida abençoada na terra abençoada.

O temor do Senhor é o que norteia a vida da comunidade de fé. Nós estamos falando da formação do povo de Deus em Deuteronômio, mas nas páginas do Novo Testamento vemos isso se repetindo: a comunidade de fé vivendo em santo temor (At. 2.42,43).

Que Deus nos encha de temor para vivermos em Sua Gloriosa Presença!

Leia também

the-holy-spirit

O Espírito Santo e o Estudo da Palavra de Deus | Por John McAlister

Recentemente ouvi de um pastor, pregador e professor a quem muito admiro uma afirmação inquietante. …