Início / Artigos / O que faz seu coração vibrar? | Parte 2 | Por Andrew McAlister

O que faz seu coração vibrar? | Parte 2 | Por Andrew McAlister

No fim da primeira parte deste artigo sobre louvor e adoração, perguntei: “O que faz seu coração vibrar? O que “vibra na mesma frequência” que o seu coração?”. Vamos retomar esta reflexão:

Falando em notas musicais e o coração do cristão, pensemos a respeito de como o coração do cristão se comporta no louvor. Afinal, sabemos que o louvor é um campo minado no cenário evangélico atual. Uns defendem que devemos ter grupos de dança, pintura, fumaça, lasers e afins enquanto outros querem abolir por completo o uso de qualquer instrumento musical que seja. Mas, seja como for a prática da sua igreja, qual parte do louvor faz o seu coração vibrar? É a batida? É a ausência de instrumentos? É a união das vozes do Corpo de Cristo? É a esperança e paz que vem do sacrifício de Cristo na cruz? O que faz o seu coração vibrar no louvor?

Não se apresse em responder essa pergunta. Infelizmente, o nosso coração é extremamente enganoso e somos frequentemente cegados pelos nossos desejos e anseios. Pense a respeito disso.

Quando Jesus diz à mulher samaritana que o Pai busca aqueles que o adorem em espírito e em verdade, ele está descrevendo pessoas que o adoram no mesmo espírito que o Pai. A Bíblia também diz que não podemos buscar ao Pai se não for pelo Filho, por meio do seu Espírito Santo. Portanto, só busca e adora quem verdadeiramente já foi alcançado pelo Espírito Santo.

Qual é a consequência disso? Quando a voz do Espírito Santo fala e soa uma nota específica, só serão “agitados” os corações que vibram na mesma frequência que Ele. Logo, o verdadeiro louvor só vai trazer alegria àquele que tem em si o Espírito de Deus. O problema é que tem muita igreja com muito coração sendo agitado, mas sem que o Espírito, de fato, esteja falando.

Fica então minha pergunta final. Sem querer soar redundante, mas… O que faz seu coração vibrar? É uma música boa, uma banda redonda? É um groove bacana? É um ritual ortodoxo e regrado? Não se engane, há diversas vibrações e vozes que produzem as mais variadas agitações. Há apenas uma, porém, que de fato traz verdadeira alegria. Somente a voz do rei, entoada pelo seu Espírito, deve ser nossa fonte de alegria.

Leia também

Blur classroom education background empty school class lecture room interior view with no teacher nor student

O dilema da presença | Por Gabriel Carvalho

A problemática mundial trazida pelo vírus COVID-19 tem levantado questões em diversas áreas do saber …